Exemplos práticos que demonstram a utilização de precursores poliméricos

No contexto do registo de polímeros, está a ser considerada uma possível isenção para precursores poliméricos. Assim, a Comissão Europeia está a propor uma isenção para precursores poliméricos tratados como intermediários sob o REACH.

A FEICA elaborou uma apresentação com quatro exemplos práticos onde pretende demonstrar que os precursores poliméricos podem ser utilizados em segurança sob condições adequadamente controladas sem causar danos para os seres humanos e meio ambiente.

Os exemplos abrangem: espuma monocomponente (OCF); vidros diretos (colagem de para-brisas em carros); laminação de substratos flexíveis com adesivos reativos de poliuretano (PU); e silicones líquidos de dois componentes para vedação.

Consulte a apresentação na íntegra aqui.

Indústria de Adesivos e Selantes: Foco em investigação e desenvolvimento

No mundo atual em que as sensibilidades e tendências dos consumidores estão em constante mudança, a investigação e desenvolvimento nunca foram tão importantes para a indústria de adesivos e selantes.

Assim, as empresas devem continuar a desenvolver novos produtos e comercialmente viáveis para facultar soluções necessárias para a evolução da sociedade. Embora os constrangimentos dos últimos dois anos tenham representado obstáculos significativos aos esforços de investigação e desenvolvimento.

A revista Adhesives & Sealants Industry questionou recentemente diferentes stakeholders do setor de adesivos e selantes para perceber como as empresas estão a avaliar as diversas questões envolvidas com investigação, soluções potenciais e como garantem o foco na inovação.

Leia as respostas aqui.

Adesivos e selantes: Papel fundamental no caminho de transição ecológica no setor da construção

A sustentabilidade no setor da construção tem vindo a receber atenção substancial na União Europeia como consequência tanto da escala absoluta deste setor como da sua participação na utilização de materiais e emissões de gases de efeito estufa na Europa.

Iniciativas legislativas recentes como o Pacto Ecológico Europeu incluem também o setor da construção com disposições específicas, abrangendo todos os níveis desde edifícios inteiros a elementos de construção e a materiais utilizados para a sua produção e instalação.

Assim, o desempenho ecológico dos adesivos e selantes utilizados neste setor é de grande interesse e apresentam inúmeros benefícios de sustentabilidade. Por exemplo, quando utilizados no fabrico de produtos de construção ou na construção de um edifício, estes podem ajudar a melhor a eficiência energética e permitir a eficiência dos materiais através da redução de materiais e da utilização de materiais mais sustentáveis.

Consulte folheto explicativo da FEICA aqui.

Webinar: Business impact of the REACH revision on the A&S Industry

Realiza-se no próximo dia 17 de junho webinar da FEICA dedicado ao impacto comercial da revisão do REACH na indústria de adesivos e selantes.

Esta sessão irá promover a compreensão das oportunidades e desafios ligados à Estratégia Química para a Sustentabilidade da Comissão Europeia em geral e a revisão do REACH em particular. Pretende-se também preparar as empresas para as mudanças futuras e dar indicações claras do impacto esperado para o seu negócio.

Alguns dos outros tópicos que irão ser discutidos incluem o registo de polímeros, a introdução de um fator de avaliação de mistura (MAF), requisitos de relatórios obrigatórios para utilizadores a jusante e a extensão da abordagem genérica para a avaliação de risco.

Este webinar é exclusivo para membros da FEICA e todos os associados da APCAS.

Mais informações e inscrições aqui.

Colagem e reparação estrutural com adesivos acrílicos

Estudos de mercado recentes indicam-nos que a utilização de adesivos estruturais continuará a apresentar um crescimento significativo nos próximos anos.

Quer seja para primeiras operações de colagem, manutenção ou reparo, o uso de adesivos em pasta oferece muitas vantagens em relação à soldagem ou fixação mecânica tradicional, incluindo facilidade de utilização, resistência ao ambiente, vedação, distribuição de tensões e colagem de diferentes materiais.

No entanto, não devemos esquecer que, do ponto de vista do processamento, adesivos líquidos ou pastosos apresentam também alguns desafios em termos de eficiência, produtividade e lucro. Alguns dos principais desafios incluem: preparação das superfícies e requisitos de primários, desempenho de colas, tempos de secagem, transporte e armazenamento, perfis de toxicidade e bem-estar dos funcionários.

Leia o artigo na íntegra aqui.