Pensos rápidos criados com recurso a adesivos biodegradáveis e sustentáveis

Um novo tipo de penso rápido baseado em materiais orgânicos, sustentáveis e biodegradáveis foi recentemente adicionado ao mercado.

Estes tipos de adesivos biodegradáveis podem ser utilizados em pequenas feridas e aderem suavemente à pele, diminuindo a hipótese de reações alérgicas ou de sensibilidade na pele.

Os adesivos biodegradáveis fazem uso de colas que se quebram naturalmente, enquanto os adesivos sustentáveis podem quebrar em condições domésticas ou industriais dependendo da formulação do adesivo. Assim, uma das grandes vantagens da biodegradabilidade deste tipo de adesivos é a decomposição natural dos pensos rápidos após utilização, diminuindo o impacto ecológico para o ambiente.

Leia na íntegra aqui.

Webinar: Como vai mudar o Regulamento REACH da UE no âmbito da estratégia química para a sustentabilidade?

Realiza-se no próximo dia 10 de fevereiro um webinar gratuito intitulado “Como vai mudar o regulamento REACH da UE no âmbito da estratégia química para a sustentabilidade?”, organizado pela REACH Law.

Este webinar pretende dar uma visão geral da revisão REACH europeia e as ações planeadas para 2022. Para além disso, pretende-se mostrar os efeitos da revisão do REACH nas empresas químicas, como este regulamento poderá mudar e aconselhar as empresas a preparem-se para ações futuras.

Mais informações e inscrições aqui.

Produção de adesivos e selantes mais sustentáveis para as indústrias de embalagens e construção

À medida que a importância da sustentabilidade recai nas indústrias de construção e embalagens, os fabricantes de produtos adesivos e selantes têm vindo a trabalhar para produzirem novos materiais mais ecológicos satisfazendo assim as necessidades dessas indústrias.

Porém, é fundamental cumprir os requisitos de cada país dentro de cada indústria, mantendo a concordância sobre o significado exato de sustentabilidade, os seus objetivos gerais e específicos e quais as melhores abordagens para alcançá-los ao mesmo tempo que se leva em consideração a responsabilidade ambiental e requisitos dos consumidores.

Por exemplo, a indústria de embalagens luta diariamente com esta questão da sustentabilidade, com embalagens de alimentos e bebidas a representarem cerca de metade dos resíduos sólidos urbanos.

Leia o artigo na íntegra aqui.